domingo, 20 de fevereiro de 2011

Dia do Aparecimento de Srila Bhakti Prajnana Kesava Gosvami Maharaja


( Tridandi Gosvami Sri Srimad Bhaktivedanta Narayana Maharaj )
Singapura, 11 de fevereiro de 2001

Hoje é o aniversário muito sagrado do nascimento de meu mestre
espiritual, nitya-lila pravistha om visnupada Sri Srimad Bhakti
Prajnana Kesava Gosvami Maharaja. Ele apareceu neste mundo, neste
dia, para satisfazer o desejo de seu mais querido casal Radha-Krsna,
Gaura Nityananda Prabhu e Gaura-Gadadhara. Ele veio para auxiliar
todas as almas condicionadas para saírem desta prisão. Nós estamos
aprisionados. Todos nós. Ele veio para salvar-nos da prisão deste
mundo. Quem é ele? Nosso Gurudeva é a manifestação de Jagad-guru
Srila Vyasadeva. Poderíamos, também, dizer que ele é uma manifestação
de akanda-guru-tattva Baladeva Prabhu ou de Nityananda Prabhu. Posto
que Vyasadeva é o próprio Narayana, podemos certamente dizer que Sri
Gurudeva é uma manifestação de Vyasadeva. Ele senta-se na
vyasasana, "o assento de vyasa", o assento no qual Vyasadeva usava
para sentar-se. Em outras palavras, ele senta-se no assento no qual
Vyasadeva pregou as glórias do casal Radha e Krsna no mundo inteiro.


Hoje nós devemos glorificá-lo, iremos também glorificar guru-tattva e
explicar como guru-tattva descende de Goloka Vrndavana. Embora nós
não tenhamos muito tempo – somente duas horas – hoje iremos explicar
todas estas verdades. Eu peço a todos os oradores para falarem 15 ou
20 minutos e glorificarem guru-tattva. Syamarani falará algo sobre
guru-tattva e meu Gurudeva .


[ Syamarani dasi explicou como Srila Bhakti Prajnana Kesava Gosvami
Maharaja profunda e exitosamente derrotava os oponentes de Sri
Caitanya Mahaprabhu, os quais tentaram desacreditá-lo dizendo que ele
não estava na Brahma–Madhva Sampradaya.


Ela concluíu dizendo que Srila Narayana Mahararaja quer que seus
discípulos sigam a mesma linha – para pregar e derrotar as filosofias
de oposição. Algumas vezes nós não pregamos porque temos receio de
sermos derrotados, mas esta não é uma boa lógica. Sendo derrotados
iremos entender o que temos que aprender, ainda. Srila Narayana
Maharaja então comentou sobre este ponto final: ]


[ Srila Narayana Maharaja:] Não pense que esta filosofia de bhakti é
inútil. Não pense deste modo; de outra maneira vocês ficarão muito
fracos e desistirão da linha de bhakti. Estou ouvindo sobre este
problema – diariamente, diariamente e diariamente. Então, muitos
discípulos de Srila Swami Maharaja e outros estão desistindo de
bhakti e ficando fracos. Eles estão deixando consciência de Krsna e
aceitando vida familiar mundana. Por quê? É porque não conhecem esta
filosofia .
Vocês devem tentar saber todas estas verdades. Se vocês não as
souberem, agora, um dia terão que sabê-las. Poderá ser após milhares
de vidas, mas um dia, você terá que conhecer todas estas conclusões
destas verdades filosóficas. Se você não quer
cair, então saiba todas as verdades e argumentos filosóficos - muito,
muito profundamente .

[ Srila Maharaja, então, requisitou Sripad Bhaktivedanta Aranya
Maharaja para falar. Sripad Aranya Maharaja debateu vários
passatempos de Srila Bhakti Prajñana Kesava Gosvami Maharaja em sua
juventude, primeiro em sua vida familiar e então, quando mudou-se
para o math e morou com seu Guru Maharaja, Srila Prabhupada
Bhaktisiddhanta Sarasvati Thakura. Então, Srila Narayana Maharaja
comentou:]

Meu Guru Maharaja prestou, tantos serviços direto à Srila Prabhupada,
como massageá-lo e esteve sempre com ele pelo tempo que esteve
presente neste mundo. A glória dele é como um oceano. Vocês têm
ouvido aqui muitos prabhus glorificá-lo, mas nós nunca poderemos
completar a sua glorificação. Deveríamos saber que a espinha dorsal
de krsna-bhakti é guru-nistha,fé indesviável em Sri Guru. Se alguém
não tem guru-nistha, ele não pode ter nenhuma bhakti. Na cultura
Védica da Índia, é
tradição que se deve aceitar um guru – um guru transcendental. Se ele
ou ela não
aceitam um guru, ninguém irá pegar qualquer alimento que eles tenham
preparado. Ninguém irá igualmente beber da água que está sendo
oferecida por ele – nem mesmo o seu pai ou mãe. Vocês entendem o que
estou dizendo? Igualmente, se um filho ou filha está casado, se ele
ou ela não aceitou um Guru, então o que eles cozinham ou oferecem não
será aceito por aquela família. Primeiro, alguém deveria aceitar um
Guru de alta classe. Então, ele ou ela podem cozinhar e realizar
todos os serviços relacionados. Na tradição indiana, na cultura
Védica, desde antigamente até agora, era essencial aceitar um Guru
autêntico. Nos dias atuais, contudo, os
ares ocidentais estão, também, chegando à Índia, e deste modo, a
Índia está rejeitando todos estes princípios. Estão especialmente
rejeitando o Guru. Em vez de pensarmos: "O que é Gurudeva? Gurudeva
não é nada. Não há necessidade de Gurudeva ."


Minuto a minuto as pessoas estão trocando de esposas e maridos. Elas
estão se divorciando tanto em uma vida, e por conseguinte, ninguém é
feliz. Se vocês querem ser felizes vocês devem aceitar um Guru de
alta classe, de qualificado guru-parampara. Se vocês não fazem isto,
terão que experimentar as misérias da velhice e da morte. Quando
vocês morrem, tudo o que vocês tenham coletado em suas vidas
não poderá ser carregado com vocês. Sempre se lembrem de que a morte
é certa . Ninguém pode salvar vocês da morte. Que será então, destes
prédios palaciais e muitas outras coisas que você juntou? Tente
entender isto. Pelo guru-bhakti nossas vidas serão mudadas e seremos
felizes para sempre.

O que é Vyasa? A linha que toca os lados opostos da circunferência de
um círculo, passando através do ponto central, é chamado de diâmetro
ou vyasa. Qual é o significado? Krsna é o centro de tudo. Não somente
neste mundo, mas em tantos universos- crores e crores (centenas e
centenas de milhares) e kotis e kotis (centenas e centenas de
milhões) de universos estão neste círculo. Vyasa está tocando Krsna e
está indo para todos os inumeráveis confins da existência material.

Quem é Vyasa? Aquele que está pregando as glórias de Krsna para todos
e ensinando à cada um: "Você deve servir Krsna, senão ninguém pode
salvá-lo desta infindável cadeia de nascimentos e sofrimentos. "Vyasa
é quem está servindo sempre Krsna de um ponto para o outro- em toda
parte neste mundo. Vyasa tomou nascimento entre Mathura e Vrndavana,
em uma ilha no Yamuna. Parasara Muni era seu pai e sua mãe, Srimati
Matsyodhari. Parasara estava indo em algum lugar e queria cruzar o
Yamuna. Ele chamou o barqueiro, mas este, estava muito cansado e, em
vez de ir enviou sua filha adotiva. Porque sua filha tinha nascido do
ventre de um peixe, emanava dela um odor piscoso, mas ao mesmo tempo
ela era muito bonita. Ele pediu a ela: "Oh, você deveria pegar o bote
de travessia e auxiliar o Rsi Parasara." Mandada pelo pai,
Matsyodhari pegou o bote e disse a Parasara: "Você pode vir. Eu o
levarei para o outro lado." Quando ela estava distante da ilha no
meio do Yamuna, Parashara contemplou- a. Subitamente ela engravidou
e, naquele momento deu a luz a um rapaz de dezesseis anos, muito
alto, belo e de pele escura. Quem era ele? Vyasa. Ele veio pela
misericórdia de Krsna através de Parashara, mas ele era
verdadeiramente, Narayana. Deste modo, imediatamente ele renunciou
este mundo.

Após algum tempo ele dividiu os Vedas em quatro- Rg Veda, Sama Veda,
Yajur Veda e Atharva Veda. Após o que, ele escreveu a essência de
todos os Vedas e que, foi chamado de Brahma Sutra, Sariraka sutra ou
Vedanta sutra. Depois, ele escreveu trinta e seis tipos de Puranas:
Puranas, Upa Puranas e Sakha Puranas. Então para todas as pessoas:
mulheres, sudras e todos àqueles que sempre se lamentam e que estão
enredados em intoxicações mundanas, ele escreveu o Mahabharata; e
dentro dele semelhante a uma jóia, o Gitopadesa.

Anterior a este deu o catura-sloki Bhagavatam o qual Narada recebeu
de Brahma. Ainda, não havia o Srimad Bhagavatam, contudo, ele não
estava satisfeito com sua vida . Narada veio a ele e perguntou: "Por
que você está tão transtornado?"


Vyasadeva respondeu : "Gurudeva, eu não sei ."
Narada, então, lhe disse: "Você não glorificou Krsna e os seus
passatempos de Vrndavana e, você não discutiu como as gopis e todos
os Vrajavasis o servem. Você deveria glorificá-lo, especialmente
seus devotos, suas preyasis, as gopis, e sua amada Radhika.
Vyasadeva, então, viu todos os passatempos de Krsna e seus
associados no seu trânse, assim, ele escreveu o Srimad Bhagavatam e
tornou-se feliz. A essência, por conseguinte, de toda literatura
Védica- Upanisads, Puranas e Bhagavatam – é Vraja-prema ou gopi-prema
e, especialmente o amor e afeição de Srimati Radhika, que controla
Krsna e sempre o mantém no seu coração.

Um Guru pode dar estas verdades; de outra maneira não é possível
entendê-las. De outra maneira nós não podemos conhecer todas estas
verdades – todas estas misteriosas verdades. Um Guru dá tudo para um
sisya (discípulo), para que ele possa ser feliz.

Vocês sabem que Ravana tinha muita opulência e muitos lakhs e lakhs
de servos que moravam em palácios feitos de ouro e de jóias. Todos os
tipos de opulências estiveram presentes em Lanka e lá não havia
pessoa pobre. Ravana tinha dez bocas e dez cabeças, vinte olhos,
vinte orelhas e ele tinha conquistado o mundo todo. Mas, ele não era
feliz. Ele não podia controlar seu coração, sua mente e sua luxúria.
Portanto, quem é a pessoa mais grandiosa e mais forte? Aquela que
pode controlar
seus seis impulsos :

vaco vegam manasah krodha veja
jihva-vegam udaropastha-veja
etan vegan yo visaheta dhira
sarvam apimam prthivim sa sisyat


[ "Uma pessoa sóbria que pode tolerar o impulso da fala, as
exigências da mente, as ações da ira, os impulsos da língua, estômago
e genitais é qualificada para fazer discípulos no mundo inteiro."]

Se alguém não pode controlar sua raiva, palavras, língua e mente, ele
não pode fazer qualquer coisa para ajudar a si próprio.

Vocês conhecem àquele ex-presidente da América... Ele era tão famoso
e tinha uma personalidade muito forte, mas ele não pode frear seu
coração e veio a estar envolvido com uma moça do quadro do governo.
Tais pessoas não podem fazer qualquer coisa produtiva. Portanto, se
você quer ser feliz neste mundo, tente seguir Vyasadeva – tente
seguir um Guru verdadeiro. Antes de escrever o Srimad Bhagavatam,
Vyasa fez quatro discípulos: Paila, Sumanta, Jaimini e Vaisampayana;
e ele os treinou cada um deles, em um dos quatro Vedas.

Especialmente no sul da Índia, os Vedas, Upanishads e sastras
Sânscritos são seguidos. Nos dias atuais, contudo, especialmente
àqueles que saem da Índia tem gradualmente deixado suas tradições.
Alguma coisa está em seu sangue; eles acreditam em deus, mas tem
deixado todas as diretrizes religiosas e, em vez disso, tem comido
carne, ovos, vinhos e, assim por diante. Eles não podem controlar os
seis impulsos. Entendendo o futuro, portanto, Vyasa deu um Veda para
cada um de seus quatro discípulos e deu o Mahabharata e Puranas para
Ugrasrava Suta.

Vyasa serviu seu gurudeva. Ele seguiu os ensinamentos de Narada e
pregou as glórias do casal Radha-Krsna em todo lugar. Isto é guru-
bhakti, a tradição do guru e a supremacia do amor de Krsna e Radha e
afeição pelo mundo inteiro. Isto é Vyasa. Um discípulo é àquele que
pode servir seu Gurudeva mais do que sua própria vida e alma. Ele não
é um discípulo que está satisfeito com o pensamento: "Oh, Gurudeva
deu-me um nome", mas este não canta , ele não realiza nada e
especialmente ele não está seguindo os princípios de Sri Caitanya
Mahaprabhu o qual é a essência de todos os Vedas:

trnad api su-nicena taror iva sahisnuna
amanina manadena kirtaniya sada harih

["Deve-se cantar os Santos Nomes do Senhor com a mente num estado de
humildade, pensando ser mais baixo que uma palha na rua; devendo ser
mais tolerante que uma árvore, destituído de todo senso de falso
prestígio e pronto para oferecer respeito aos outros. Em tal estado
mental pode-se cantar os santos nomes do Senhor constantemente."]

Se você quer ser um discípulo de um Guru, você deve ser tolerante. Se
você não tem esta tolerância, então quando um mosquito vem, você irá
fazer uma bomba de hidrogênio para matá-lo. Você pensará: "Como devo
salvar-me disto?" Dia e noite inteiros você pensará sobre isto e
krsna-bhajana irá desaparecer. Manter e proteger nossa vida é
essencial, mas por que isto é essencial ? Não para viver como cães e
porcos. Se qualquer um está gastando seu tempo inteiro em manter-se,
ele é como um cão ou um outro tolo animal. Estes animais podem fazer
mais do que você. Vocês ficam muito apreensivos por causa de uma
criança, mas os cães podem ter quinze ou dezesseis. Duas vezes no ano
eles podem ter muitas crias e há outros animais que podem ter, ainda,
mais do que isto. Então, não pense você que é mais
evoluído do que os animais por isto, ou que você, é tão inteligente.
Não. Eles são mais inteligentes do que vocês. Se você quer ser
verdadeiramente, inteligente, então sempre lembre- se de sua morte e
da sua velhice. Sempre se lembre que você não
pode levar nada consigo em sua morte, e, se não está fazendo bhajana,
será esmagado por maya – completamente esmagado. Então irá se
lamentar: "Por que não fiz bhajana? Eu fracassei."
Vyasa escreve:

labdhva sudurlabham idam bahu-sambhavante
manunyam arthadam anityam apiha dhira
turnam yateta na pated anumrtyu yavan
nihsreyasaya visayah khalu sarvatah syat

[ "Após muitos nascimentos nós alcançamos este corpo na forma humana,
portanto, antes da morte, nós deveríamos nos engajar no
transcendental serviço amoroso do Senhor. Esta é a realização da vida
humana."]

O principal objetivo desta vida humana é tentar de uma vez,
imediatamente, realizar quem é a Suprema Personalidade de Deus.
Deveríamos realizar: "Quem sou eu? Eu não sou este corpo." Este é o
ensinamento de Vyasa.

sa vai punsam paro dharmo
yato bhaktir adhoksaje
ahaituky apratiha
yayatma suprasidati

["A suprema ocupação ( dharma ) para toda a humanidade é àquela pela
qual os homens podem alcançar o serviço devocional amoroso ao Senhor
transcendental. Tal serviço devocional deve ser imotivado e
ininterrupto para completamente satisfazer o Eu."] O propósito desta
vida é para servir a Suprema Personalidade de Deus, Krsna, como
declarado nestes dois slokas os quais foram pregados extensamente por
meu Guru Maharaja:

aradhyo bhagavan vrajesa tanayas tad dhama vrindavanam
ramya kacid upäsanä vrajavadhu vargena va kalpita
srimad-bhagavatam amalam puranam
sri caitanya mahaprabhor matam idam tatradarah na param

[ A Personalidade de Deus Sri Krsna, que é conhecido como o filho do
rei de Vrajadhama, Sri Nanda Maharaja é o supremo adorável Senhor de
todos os senhores. Similarmente sua morada, o lugar sagrado de
Vrajadhama é inalcançável por qualquer outro devoto. O Srimad
Bhagavatam Purana é a guia indesviável para aproximar o adorável
Senhor, o qual é a meta última da vida. Esta é a opinião última do
Senhor Sri Caitanya Mahaprabhu. Devemos vergar nossas cabeças após
sua opinião e não aceitar nenhuma outra."]

amanayaha praha tattavam harim iha paramam sarva saktima rasabdhima
tata bhinansansa ca jivan prakritir kavalitan tada vimuktansa ca
bhavada
bhedabheda prakasam sakalampi harch sadhanam sudha bhaktim
sadhayam tata pritim eva iti upadesayati janan gauracandra savayam
saha

["O conhecimento autorizado dos Vedas recebido através de sucessão
discipular autêntica, estabelece as verdades fundamentais:

1. Hari é a suprema verdade absoluta.
2. Ele é onipotente.
3. Ele é o reservatório de todas as doçuras.
4. As entidades vivas são partes e parcelas dele.
5. A alma condicionada está coberta por maya.
6. As almas liberadas estão além da influência de maya.
7. A totalidade da manifestação cósmica é simultaneamente
uma e diferente dele.
8. Suddha-bhakti é o único meio para alcançar amor a Deus.
9. A meta é alcançar amor a Deus.

Estes ensinamentos foram instruídos pelo próprio Gauracandra."]

Se alguém está indo neste caminho, tem que ser feliz. Ninguém será
capaz de conter sua felicidade. Hiranyakasipu era como uma pessoa
imortal. Ele tinha muita opulência. Ele controlou Vayu, o deus do ar,
Indra e todos os outros semideuses e semideusas, mas não podia
encontrar a felicidade. Um novo ser- metade-homem e metade-animal -
surgiu e num momento ele arrancou seus intestinos. Se você não segue
este ponto fundamental, então no início de sua vida, dia e noite, irá
somente pensar: "Dinheiro, dinheiro, dinheiro."

E, após a morte você se tornará dinheiro. Realize isto. É para dar
esta mensagem para vocês que estamos aqui. Viemos para dizer que
vocês deveriam sempre se lembrar de sua morte e, também, de
Vyasadeva. Especialmente àqueles entre vocês que são indianos,
deveriam lembrar do lugar do qual vieram. A Índia foi conhecida
anteriormente como Bharata. Qual é o significado de Bharata? "Bha"
significa iluminação ou luz. Que luz é esta? Tattva-jnana. Vocês vem
da terra onde Narada Rsi, Brahma, Sankara e todos os acaryas
estiveram resentes. O conhecimento transcendental está em todo lugar
em Bharata. Venho para auxiliá-los. E, para àqueles, que são indianos
entre vocês, venho para lembrá-los que estão vindo de Bharata. Não
esqueçam este conhecimento. Você pode fazer algum dinheiro para sua
subsistência, mas qual é propósito de manterem-se? É para seguir os
ensinamentos de Srila Vyasadeva.

Em relação a Vyasadeva, há quatro personalidades que fundaram as
quatro sampradayas: Brahma, Rudra, Sri e Sanaka. Deles vieram os
quatro sampradaya-acaryas: Madhva, Visnu Swami, Ramanuja e Nimbaditya
respectivamente, e eles todos fizeram comentários do Vedanta-sutra ou
Brahma-sutra. Sri Sankaracarya escreveu uma explicação do Brahma-
sutra chamada Sariraka-bhasya ou Brahma-sutra-bhasya e sua filosofia
foi conhecida como advaitavada ou kevaladvaita–vada. Ele declarou que
Brahma não tem forma, e Ele é avyakta-anadi. Ele não tem sakti,
poder. Ele não tem visesa,qualidade, e portanto, Ele é o nivisesa-
brahma. Sankaracarya deu todas estas idéias negativas, mas ele não
deu nenhuma explicação
positiva. Ele disse de Brahma, satya jagan mitya: o mundo inteiro é
falso, e somente Brahma é verdadeiro – mas Brahma não tem poder. Não
há nada nele. A filosofia de Sankaracarya foi portanto, chamada
advaita-vada ou mayavada.

Após Sankaracarya, Ramanujacarya veio e derrotou todos estes
argumentos. Ele instruiu que estas não eram idéias dos
Vedas.Antes,estas idéias são contrárias aos princípios védicos.
Não deveríamos seguir isto. Somente demônios podem seguir estas
idéias.Nenhuma
pessoa com conhecimento védico pode aceitar que a Suprema
Personalidade de Deus não tenha forma, nem atributo, nem poder-nada.
Ramanuja contestou todos os argumentos de Sankaracarya e chamou sua
filosofia de visista-advaita-vada (monismo específico).

Há lakhs e lakhs de jivas e há lakhs e lakhs de mundos. A suprema
Personalidade de Deus tem atributos. Crores e kotis (inumeráveis)
jivas vêm dele e este mundo também vem dele. A Suprema Personalidade
de Brahma existe junto deste mundo e das jivas. Qual era a abidheya,a
prática descrita pela filosofia de Ramanuja? Era bhakti. Qual era a
prayojana, a meta? Era o serviço aos pés de lótus de Narayana.
Ramanuja aceitou a forma de Narayana, seus atributos, seu poder e
também, sua bhakti. Ele rejeitou a filosofia mayavadi de advaita-vada.

Após Ramanuja veio Madhvacarya. Ele estabeleceu uma incontestável
parte dos Vedas, e sua filosofia é chamada visuddhadvaita ou
dvaitadvaitavada. Neste entendimento filosófico há cinco diferenças .


(Você deveria explicar as cinco diferenças)

[Sripad Aranya Maharaja:] Madhavacarya estabeleceu a filosofia que há
uma diferença entre Brahma e maya; entre jiva e maya; entre jiva e
jiva e manifestações diferentes de maya e maya. Estes cinco tipos de
diferenças são chamados dvaitavada.

[Srila Narayana Maharaja:] sua prática era bhakti e seu prayojana era
o serviço ao Supremo Senhor na forma de Vasudeva. Qual Vasudeva?
Aquele que tem um bastão de bater manteiga em sua mão. Esta forma foi
aceita por Sri Caitanya Mahaprabhu.

Após Madhva veio Nimbarka ou Nimbaditya e sua filosofia era,visudha-
vedaveda, mas svabhavika (natural). Ele pregou que Brahma tinha
vikrit, transformada, e é de Brahma que o mundo inteiro está
vindo.Brahma é único, mas ainda há muitas jivas e muitos associados,
como seu pai e mãe. Seu dhama é lá, mas advaita. Caitanya Mahaprabhu
não gostou disto. Ele pegou a essência de todos os Vedas – não
somente parte dos Vedas. Ele pegou completamente os humores da
essência dos Vedas, sarvavesa-bhava dos Vedas, e descobriu acintya-
abhedabhedatattva. Não é diretamente de Krsna que este mundo e jivas
vem, mas antes, de sua energia. Isto é chamado de sakti-parinama-
vada, transformação de sakti, energia. Caitanya Mahaprabhu adotou
esta filosofia porque é afirmado que todas as coisas não vem do
próprio Krsna, mas do poder de Krsna. Deste modo, Caitanya Mahaprabhu
derrotou os argumemtos bhedabheda svabhavika de Nimbarka e fundou
acintya-abhedabheda. Não podemos imaginar esta verdade pela
especulação de nossa mente. Podemos somente ter compreensão através
de palavras ou dos Vedas – por amnaya,a literatura Védica aceita por
nosso guru-parampara. Ele estabeleceu o serviço de Radha-Govinda,
Radha-Gopinatha e Radha-Madana-Mohana.Qual era o sadhana, a prática?
Aquela que inicia com vaidhi-bhakti e então muda para raganuga–
bhakti. Pela prática alguém pode alcançar Vraja-prema, e esta é a
suprema meta da vida.Se alguém aceita esta prática ou meta ele está
na linha de Vyasa.

Devemos tentar realizar tudo isto. De alguma maneira você deve saber
a essência de Krsna-bhakti, aquela bhakti que Caitanya Mahaprabhu
trouxe de Goloka Vrndavana – gopi prema. Esta é a meta de nossa vida.
Se nós aceitamos isto, então nosso Vyasa puja está completo.

Os seguidores de Sankaracarya "adoram" Vyasa, mas eles não o
seguem.Eles dizem que Vyasa era ignorante porque ele escreveu que
Brahma é anandamaya-bhyasa, bem-aventurado. Os seguidores de
Sankaracarya rejeitam isto. Eles dizem que Brahma é bem-aventurança
(beatitude),mas ele não é bem-aventurado. Em outras palavras ele não
é uma pessoa. Isto não é serviço para o Guru. O discípulo deve
obedecer seu Gurudeva e serví-lo. Servindo Gurudeva externamente por
adoração e ao mesmo tempo cortando os argumentos e ensinamentos de
Gurudeva,isto não é obediência ou serviço de um discípulo-também
Sankaracarya fez isto.

O que fez ele, ainda, fazer isto?
Porque Narayana ordenou a ele desta maneira, para salvar de seres
perturbados por demônios que vieram em nome de bhakti, mas que na
realidade queriam somente satisfazer seus desejos pessoais. Narayana
disse a Sankaracarya: "Você deve pregar neste mundo, Você é Brahma-
Aham brahmasmi. Sarvam kalvidam Brahma. Tat-tvam-asi."


Há muitas coisas para discutir, mas de alguma maneira tente saber
isto: se você quer ser feliz neste mundo, então aceite um Guru de
alta classe, transcendental, que conheça o Gita, o Bhagavatam, os
Puranas e Veda sastra, que podem remover todas as dúvidas e
que,praticamente canta harinama sankirtana seguindo trinad api
sunicena taror iva sahisnuna. Ele pratica bhakti como recebeu de
Vyasa,Narada e todos os outros mestres espirituais autênticos. Ele
serve e glorifica seu Gurudeva através do mundo, como vemos na vida
de Srila Bhaktisiddhanta Sarasvati Thakura, Srila Bhaktivinoda
Thakura, Srila Bhaktivedanta Swami, e assim por diante. Se você quer
seguí-lo,você pode ser feliz.

Gaura Premanande Hari Hari Bol !

Digitação : Kalindi dasi, Sulata dasi e Kanaka Manjari dasi;
Editora : Syamarani dasi; Supervisão geral em português: Kunja


Um comentário:

  1. Todas as glórias sejam para Srila Bhakti Prajnana Kesava Gosvami Maharaja!

    ResponderExcluir