quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Você Não Pode Trapacear o Guru

Murwillumbah, Austrália: 24 de Janeiro, 2001 Tridandisvami Sri Srimad Bhaktivedanta Narayana Maharaja [O que segue é uma aula dada no Dia do Aparecimento de Srila Bhaktivedanta Narayana Maharaja]
Eu já expliquei anteriormente sobre os deveres dos discípulos, e discuti que guru-nistha é a espinha dorsal de Bhakti. Sem guru-nistha, ninguém pode possuir qualquer tipo de devoção. A pessoa pode ter tomado iniciação, mas se não há nistha, ela é inferior à pessoa que não tomou iniciação formal e não participou do sacrifício do fogo, mas está na verdade seguindo seu guru fidedigno.
Eu vi e realizei isso. Havia um discípulo de Parama-pujyapada Srauti Maharaja chamado Narayana prabhu, que era completamente rendido a nosso Guru Maharaja. Ele servia através de sua mente, inteligência e através de todos os membros de seu corpo. Ele vivia sempre com nosso Gurudeva, ouvindo hari-katha, e aceitando completamente todas as suas instruções; e todos nós o honrávamos muitíssimo. Eu especialmente tenho muito amor e honra por ele, assim como Parama-pujyapada Vamana Maharaja, Parama-pujyapada Trivikrama Maharaja e outros. Embora ele não fosse iniciado, ele é mais que iniciado. Ele é um discípulo siksa real, porque sinceridade e obediência são os principais preceitos de um discípulo.
Ao contrário disso, vejo muitos que estão encobrindo o que há em seus corações.* [ver nota final] Tais pessoas pensam, “Meu Gurudeva não sabe nada; ele é um tolo. Eu posso enganá-lo.” Eles não falam diretamente, mas pensam dessa forma. Eles imaginar poder enganar um devoto puro, mas um devoto puro não pode ser trapaceado. Como você pode enganar aquele que pode controlar Krsna? Se alguém é realmente um guru, ele nunca pode ser enganado ou trapaceado.
Você deve conhecer a identidade do guru. Srila Raghunatha dasa Gosvami escreveu isso em suas preces do Mana Siksa, “Nadharmam nadharmam srutigana. Ó mente, sempre considere que Sri Sacinandana, Caitanya Mahaprabhu, é na verdade Vrajendranandana Syamasundara, e Ele é realmente guru.” Raya Ramananda disse a Mahaprabhu, “Sou apenas seu instrumento. O que estou dizendo é apenas através de Sua inspiração. Você está falando. A boca parece ser minha, mas na verdade tudo está sendo dito por Você.”
Alguém pode declarar, “Eu quero servir Mahaprabhu como as gopis: Ele é meu amado Mahaprabhu, e eu sou sua amada.” Podemos fazer isso ou não? Isso é sahajiya. Isso é chamado gauranga-nagari-bhava, e é apa-siddhanta, contra as verdades filosóficas conclusivas. Não devemos pensar assim. Caitanya Mahaprabhu é guru, e devemos fazer o que quer que Ele ordene.
Um dia, Vallabha Bhatta disse a Advaita Acarya, “Por que você canta alto Hare Krsna Hare Krsna, Krsna Krsna Hare Hare, Hare Rama Hare Rama, Rama Rama Hare Hare? Toda entidade viva é feminina e considera Krsna como sendo seu marido. É dever de uma esposa casta, devotada a seu marido, não proferir o nome dele, mas todos vocês cantam o nome de Krsna. Como isso pode ser chamado um princípio religioso?”
Advaita Acarya respondeu, “Na sua frente está Sri Caitanya Mahaprabhu, a personificação dos princípios religiosos. Você deve perguntar a ele, pois Ele dará a resposta adequada.” Ouvindo isso, Mahaprabhu disse, “Meu querido Vallabha Bhatta, você não conhece os princípios religiosos. Na verdade, o primeiro dever de uma esposa casta é cumprir a ordem de seu marido. A ordem de Krsna é cantar Seu nome incessantemente. Portanto, uma pessoa que é casta e favorável ao marido, Krsna, deve cantar os nomes do Senhor, pois não pode negar a ordem do marido. Seguindo esse princípio religioso, um devoto puro de Krsna sempre canta o santo nome; e como resultado obtém o fruto do amor extático por Krsna. Meu marido me ordenou cantar Seus nomes. Ele disse assim, ‘Você deve fazer isso, e isso Me fará feliz.’ Eu devo fazê-lo feliz. Eu devo serví-lo.”
Ouvindo isso, Vallabha Bhatta não pôde dizer uma palavra se quer. Anteriormente a isso, ele havia dito a Mahaprabhu, “Eu tentei elaboradamente descrever o significado do santo nome de Krsna; Gentilmente ouça a explicação.”
Caitanya Mahaprabhu respondeu, “Eu não aceito significados diferentes para o santo nome de Krsna. Eu sei apenas que Krsna é Syamasundara e Yasodanandana. É tudo o que eu sei. O único comentário do santo nome de Krsna é que Ele é azul escuro como uma árvore tamala e é o filho de mãe Yasoda. Essa é a conclusão de todas as escrituras reveladas. Eu conclusivamente conheço esse dois nomes, Syamasundara e Yasodanandana. Eu não compreendo quaisquer outros significados, nem tenho a capacidade de entendê-los.”
O que quer que Vallabha Bhatta dissesse, Mahaprabhu simplesmente respondia de uma forma que ele ficasse sem fala. Ele queria derrotar Mahaprabhu e mostrar sua própria glória. Ele queria mostrar, “Como eu sou qualificado. Como sou erudito.” Mas Caitanya Mahaprabhu é jagad-guru. Portanto, devemos tentar seguir completamente o que Ele ordenou e o que quer que Ele tenha ensinado.
Mahaprabhu nos disse, “Vocês devem cantar o santo nome de Krsna. Hare Krsna.” Na verdade, Krsna ordenou isso na forma de Mahaprabhu, e portanto devemos seguir. Entendam que Caitanya Mahaprabhu é guru. Ele é o próprio Krsna, com o humor de Radhika. É muito importante saber isso. Alguém nesse mundo sabe algo que pode cobrir o conhecimento de Mahaprabhu? Pode algum coisa ser escondida Dele? Aquele que possuem esse guru, Mahaprabhu, em seus corações, não podem nunca ser enganados ou trapaceados.
Aqueles que tentarem trapaceá-los serão trapaceados. Não devemos tentar enganar guru ou Vaisnavas. Todos os Vaisnavas são guru, e fazer o que eles querem é bhakti. Devemos tentar conhecer o desejo de Gurudeva. Aquele que compreende os desejos do guru, tanto os internos como os externos, é chamado sevaka. Outra pessoa pode receber uma ordem e ter dificuldade em obedecer. Ele dirá, “Ó Gurudeva, como eu posso fazer isso?” “Vá e traga água.” “Gurudeva, se não tiver água, o que eu devo fazer? Eu devo lavar o copo ou não? Eu devo trazer água quente ou gelada?” Essa pessoa não é um sevaka.
Além disso, se alguém diretamente nega obedecer uma ordem, ele não é um sevaka, e sim um baka, uma gralha. Devemos tentar ser sevakas no sentido real como Govinda, Srila Jiva Gosvami, Sri Syamananda prabhu, Srila Narottama dasa Thakura e Srinivasa Acarya. Devemos nos tornar um sevaka como Prabhupada Bhaktisiddhanta Sarasvati Thakura, que era o sevaka de Srila Gaurakisora dasa Babaji Maharaja. Devemos ser um discípulo como meu gurudeva. Ele sacrificou sua vida e alma para satisfazer o desejo de seu gurudeva.
Se você quiser obter bhakti, deve ter guru-nistha, e Então a misericórdia de Krsna virá até você. Todos os sastras dão imensa glorificação a Sri Gurudeva. Srila Visvanatha Cakravarti Thakura escreveu o Sri Guruvastakam, e nele, realmente glorificou Gurudeva, do primeiro ao último verso. Eu expliquei algo sobre esses versos na Alemanha, especialmente samsara davanala lidha loka tranaya karunya ghanaghanatvam. A misericórdia condensada de Krsna é gurudeva. E o que ele está fazendo? Sri vigraharadana nitya nana. Ele está sempre servindo Sri Vigraha, Krsna e Radha. Ele sempre serve diretamente a Deidade ao fazer preparações e executar arcana, e ele está sempre engajado em sravanam, kirtana, smaranam, e assim por diante. Ele oferece quatro tipos de naivedya, bhoga, a Krsna, e honra a prasadam com todos os devotos. Ele não toma prasada sozinho.
Sri Radhika madhavayor apara. Ele é sempre muito lolu, ávido, por provar o conjunto de guna, rupa, nama – as qualidades, forma e nomes de Radha e Krsna. Além disso, nikunjajurno rati-keli-siddhai. Esse sloka revela o mais confidencial atributo de Gurudeva, e é por isso que é ditto adiante saksadharitvena. Ele não é Hari, mas é haritvena. Todas as qualidades de Hari estão personificadas nele. Ele não é Krsna e não é Mahaprabhu, mas todas as qualidades de Krsna e Mahaprabhu estão diretamente nele. Ele é o eterno, exaltado e confidencial servo de Radha e Krsna.
Muitos devotos perguntaram, “Se um guru inicia um discípulo, esse mesmo guru estará lá no próximo nascimento do discípulo ou haverá outro guru?” Se o guru não for fidedigno, se não houver realizado sua forma constitucional, e se ele não for um uttama-adhikari, então ele pode mudar. Krsna arranjará para que isso aconteça. Se ele for um kanistha adhikari, como um vartma-pradarsaka-guru, e não for realizado, haverá mudança. Um guru genuíno não mudará. Ele ajudará seus discípulos sinceros em qualquer lugar e de qualquer modo.
Ele possui muitas ‘peças de roupas’. Ele pode algumas vezes mudar a vestimenta, mas sua personalidade permanece a mesma. Caitanya Mahaprabhu veio, mas Ele era o Senhor Krsna. Sri Gadadhara Pandita estava naquela forma, mas era a própria Radhika. Da mesma forma é o guru. O Guru é um. Ele pode mudar quando às vezes se barbeia, às vezes veste roupas brancas, outras vezes veste roupas de sannyasa, mas a personalidade é a mesma.
Tente entender o que estou te dizendo. Ninguém pode servir Radhika em uma forma masculina. Portanto, quando gurudeva está servindo o casal Radha-Krsna, ele está em uma forma de gopi. É por isso que é declarado no guru-mantra, krsnanandaya dhimahi, e pracodayat. O discípulo está orando, “Seja misericordioso e manifeste a maneira em que você está servindo Krsna e Srimati Radhika.” Ele pode então revelar-se. De outra forma, é muito difícil conhecer todas essas profundas verdades sobre ele.
Narada algumas vezes vem como Madhumangala, mas sua alma é a mesma. Ele vem em muitas formas, como Srivasa Pandita, como Narada-gopi, e muitas outras. Se alguém realizou quem é gurudeva, ou em outras palavras, se gurudeva se manifestou para aquele discípulo, ele não mudará. Este mesmo guru te ajudará. Não se perturbe com a vestimenta.
Se alguém é realmente guru, até mesmo se for um madyama-uttama, então o poder de Krsna ou Mahaprabhu irá agir nele por que ele é um representante. Krnsa o enviou. Ele administrou isso.
Se uma pessoa comum, como um kula-guru (guru de família) não é qualificado, mas seu discípulo tem a idéia de que, “Meu guru é Krsna”, e esse discípulo possui desejos mundanos, seus desejos mundanos serão satisfeitos. Isso se deve ao fato de que ele está pensando que seu Gurudeva é um representante de Krsna. Se seus desejos não forem satisfeitos, a blasfêmia irá para Krsna. Krsna deve, portanto satisfazer aqueles desejos. O discípulo deve ser sincero, mesmo se tiver um kula-guru. Se não há sinceridade, ele atingirá nada. Srila Sanatana Gosvami escreveu que até mesmo se alguém adora uma palha seca, pensando que é Krsna, obterá algum resultado.
De algum modo você deve tentar obedecer a guru e Vaisnavas. Honre todos os Vaisnavas, de outra forma você na pode servir Gurudeva. Ele não ficará feliz.
[Pergunta:] Se Srila Prabhupada Bhaktisiddhanta Sarasvati Thakura possui tantos discípulos, e alguns podem não ter completado seu progresso para se tornar auto-realizados, com quem eles estarão em suas próximas vidas?
Srila Narayana Maharaja: Srila Prabhupada virá. De algum modo, em alguma forma, ele virá. Isso é explicado no Sri Brihad Bhagavatamrta. O guru de Gopa-kumara continuou vindo a ele, aqui e ali, em diferentes vidas. Por fim ele disse “Minhas bençãos do coração para você. Você deve ir imediatamente para Goloka Vrndavana.” Gopa-kumara Então viu isso e pensou, “Estou indo. Estou indo.”
[*Durante o Vraja Mandala parikrama, Srila Narayana Maharaja disse aos devotos visitantes: “Eu sei quem de vocês está escrevendo cartas de ‘prema’ um para o outro. Se você vier até mim e me contra seu problema de luxúria, então eu te ajudarei e te salvarei disso. Se você não vier me contar, você ficará mais e mais emaranhado nisso, e irá para o inferno. Eu sei tudo que está acontecendo em sua mente. Se um Vaisnava não sabe tudo o que está em sua mente, ele não é um Vaisnava.”
Em outra ocasião na França, no ano seguinte, durante uma aula sobre guru-tattva, Srila Maharaja disse, “Srila Rupa Gosvami escreveu, “Visrambhena gurau-seva.” Isso significa ’serviço a gurudeva com intimidade. ‘ Qual o significado de intimidade? Podemos abrir nossos corações para gurudeva. No ocidente, de alguém vaia o banheiro, pode ficar nu ao tomar banho. Na cultura indiana não fazemos isso, mas agora os indianos estão seguindo os ocidentais. Seja como for, se você estiver se vendo em um espelho nessa hora, não há problema de você estar nu pois não há mais nenhuma pessoa vendo você. O espelho não é uma pessoa. Gurudeva deve ser visto dessa forma. Ele é como um espelho, um grande amigo. Podemos abrir nosso coração completamente e dá-lo a gurudeva para que ele possa ler o coração. Não há nada para esconder dele. Se você estiver escondendo alguma coisa dele, isso é duplicidade: ‘Como vai você? ‘ ‘ Tudo bem’. ‘ Algum problema’? ‘Nada’. O discípulo não está revelando que está fazendo amor com uma namorada ou qualquer outra pessoa. O efeito disso será uma bomba atômica, embora no começo pareça ser nada. Alguém pode pensar, “Ó, Gurudeva não deve saber todas essas coisas. De outra forma ele me castigará e criará problemas para mim. Essa negligência a gurudeva será como um grande buraco em um tecido grande o bastante para que eu elefante passe por ele. Não faça isso”.]

Nenhum comentário:

Postar um comentário